Fundação Amazônica de Defesa do Biosfera - FDB

Fundação Amazônica de Defesa do Biosfera - FDB

Aleixo | Manaus | Amazonas

Em julho de 1994, o então diretor do INPA, prof. Dr. JOSÉ SEIXAS LOURENÇO, inaugurava a Casa da Ciência. Antes residência oficial do diretor do Instituto, ali passou a funcionar uma exposição permanente das pesquisas realizadas pelo órgão. Na mesma ocasião, era assinada a ata de criação da Fundação cujo patrono foi, ele também, um dos mais laboriosos diretores do INPA. Oitenta e uma pessoas, dentre pesquisadores, servidores administrativos e técnicos do órgão, professores universitários e outros presentes na abertura da Casa da Ciência assinaram a ata. Estava criada a Fundação Djalma Batista, atualmente Fundação Amazônica de Defesa da Biosfera - FDB. Mais que uma simples homenagem ao acreano que escolheu a cidade de Manaus, para nela viver, gerar filhos e contribuir com seu trabalho, a escolha do nome de Djalma significou o expresso reconhecimento e a justa reverência a um homem cuja vida pode servir de exemplo. Médico devotado as melhores causas, homem de pesquisa entregue ao esforço de desvendar a realidade da região em que nasceu e sempre viveu, intelectual cuja mente não conhecia fronteiras, pai de família e amigo ímpar, a memória de Djalma , fonte inspiradora da Fundação. Durante os primeiros meses de funcionamento, a Fundação representava quase um apêndice do INPA. A partir da designação de seu primeiro Diretor-Executivo, em 03/02/95, ela passou a ter vida autônoma, embora sob o controle finalístico do Instituto, que tem representação majoritária no Conselho Curador. Em setembro de 2000, o Conselho foi ampliado, com a inclusão de seis novos conselheiros. Passados os percalços do momento de instalação, a FDB funcionou em prédio situado nos fundos do Bosque da Ciência, dependência por ela administrada, na época, em decorrência de contrato de cessão de uso de bem público, firmado com o MCT/INPA. Hoje, a Fundação ocupa prédio próprio, situado à Rua dos Crisântemos Nº 70, Bairro Aleixo. A FDB executa projetos que apóiam as pesquisas do INPA e outras instituições científicas da região. Além disso, a entidade está buscando consolidar atividades de pesquisa social na Amazônia, com a criação e consolidação de grupo interdisciplinar de pesquisadores, vinculados aos mais diferentes órgõos que funcionam em Manaus.